A culpa é toda sua! Chega de responsabilizar os outros pelos seus tropeços. Assuma e transforme-se numa pessoa muito melhor.

“Porque é mesmo comum atribuirmos uma ou outra culpa a outras pessoas ou até a situações. “Cheguei atrasado porque o trânsito estava caótico”; “Terminamos o casamento porque ele era muito egoísta”; “Não consigo trabalho porque o mercado está muito concorrido”; “Sou assim porque meus pais me educaram desse jeito.” E assim vamos vivendo, isentando-nos aqui e ali das nossas responsabilidades de sair mais cedo de casa, de batalhar para uma relação mais equilibrada, de fazer aperfeiçoamentos para melhorar a carreira, de escolher outros caminhos além daqueles que nos foram designados. Transferir nossas responsabilidades é um comportamento normal e aceitável, que todo mundo invariavelmente comete. Trata-se de uma tendência de autopreservação, um mecanismo de defesa a que nossa mente recorre quando a carga fica pesada demais. É quando projetamos a culpa no outro, isentando-nos e incriminando alguém. “Na medida em que projetamos sobre uma ou mais pessoas nossos impulsos inconscientes desejados ou indesejados, diminuímos nossa ansiedade, nossa angústia”, explica a psicóloga Vera Chvatal, do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Unicamp.”
trecho retirado da excelente matéria da Revista Vida Simples. Recomendo a leitura!
http://vidasimples.abril.com.br/edicoes/103/grandes_temas/mea-culpa-620000.shtml?pagina=0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Me siga no souncloud :)