O Buda recomenda que recitemos as “Cinco Lembranças” todos os dias:
1) Eu tenho a natureza daquilo que envelhece. Não há como escapar da velhice.
2) Eu tenho a natureza daquilo que adoece. Não há como escapar da doença.
3) Eu tenho a natureza daquilo que morre. Não há como escapar da morte.
4) Tudo o que me é caro e todoas as pessoas a quem eu amo têm a natureza daquilo que muda. Não há como não me separar delas.
5) Minhas ações são meus únicos pertences verdadeiros. Não há como escapar das consequências de minhas ações. Minhas ações são o chão no qual eu piso.
As Cinco Lembranças nos ajudam a lidar com nosso medo de envelhecer, de ficarmos doentes, de sermos abandonados e de morrer. Essas lembranças também funcionam como uma campainha da atenção plena, que nos ajuda a apreciar melhor as maravilhas disponíveis aqui e agora.

retirado do livro: A essência dos ensinamentos de Buda, autor Thich Nhat Hanh, pág 148

Que este ano seja um ano de presença!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>